9 de agosto de 2011

100 000 visitas e 200 mensagens depois, digam de vossa justiça


O blogue ultrapassou ontem as 100 000 visitas, 8 meses após a sua criação. Conta até agora com 200 artigos dedicados ao tema das doenças crónicas modernas, com um foco central na alimentação e estilo de vida como factores na sua origem. Vencido este marco psicológico, faço agora uma análise retrospectiva a estes últimos tempos e uma projecção do futuro. O que será do Fat New World?


Iniciei este blogue em Dezembro passado por mera brincadeira e passatempo. Tinha acabado de escrever a minha tese de Mestrado e aguardava pacientemente o dia da defesa. Com algum tempo livre entre mãos, porque não criar um blogue? Escolher o tema não foi difícil. Há vários anos que estudo o fenómeno da obesidade e decadência da saúde humana. A nutrição é a minha paixão apesar de não ser a minha formação académica de base, algo que tenciono mudar em breve. Sou licenciado em Biologia Celular e tive a felicidade de fazer a minha tese de Mestrado na área das doenças cardiovasculares. Acredito até que isto jogue em meu favor.

Como sabem da minha apresentação, o meu relacionamento com o tema não é casual e distante. Fui um adolescente obeso que lutou e venceu o problema com muito esforço, talvez nem sempre pelos melhores caminhos. A busca das respostas científicas foi a consequência natural e de há uns anos para cá que devoro publicações sobre a temática. Encontrei algumas mas ao mesmo tempo consciencializei-me da pequenez do conhecimento humano. Rejeito todos e quaisquer paradigmas, travões ao desenvolvimento científico e que atrofiam o pensamento. A minha esperança é converter mais alguns para o grupo dos incrédulos. A cultura do rebanho não é para mim. É para si?

Muitos me julgam um low-carber. Estão enganados... redondamente. É uma estratégia que definitivamente resulta comigo, mas quererá isso dizer que funciona com todos, em todas as situações? Nada disso. Defendo abordagens individualizadas como oposição ao fracasso do modelo epidemiológico formatado e simplista.

Para ser sincero, tenho um preconceito sim. Renego a “sintetização” da alimentação humana. Comidas processadas que são uma novidade recente para o Homem e que surgiram em paralelo com a deterioração da nossa saúde. Estou consciente de que isso me torna persona non grata num meio dominado autoritariamente pela indústria (Unilevar, PepsiCo, etc) mas olhem... é a vida. Não enriqueço mas também não fico mais pobre (em princípios).

Entretanto também descobri que não estava sozinho e tive o prazer de conhecer outras pessoas como eu. Não menciono mas eles sabem quem são. Só por isso já valeu a pena esta caminhada. Muita gente me abordou e o feedback tem sido bastante positivo. Por vezes tenho receio de elitizar demasiado com pormenores técnicos que requerem um certo background, mas julgo ter superado essa barreira. Que lhe parece? Tenho como objectivo trazer certos assuntos para a praça pública, temas que estão muitas vezes restritos a círculos fechados de “Senhores Doutores”. E mais importante... em Português. Fui bem sucedido?

Pretendo continuar com o blogue por muito mais tempo. Mas não vai ser fácil. Planeio alargar o espaço a outros autores que contribuirão com artigos por convite. Interessados por aí? Gostaria também de melhorar o interface do site. Percebo muito pouco de informática e qualquer investimento teria de sair do meu bolso. É um projecto que vai ter de esperar.

Disse que não iria ser fácil manter o blogue com a produção que se tem verificado nos últimos meses. Infelizmente não é por ter arranjado emprego. Na verdade, o meu estatuto de recém-licenciado/mestre no desemprego também me permitiu dedicar mais tempo ao blogue. Candidatei-me agora à licenciatura em Ciências da Nutrição e Mestrado em Nutrição Clínica, cursos que pretendo frequentar em paralelo caso seja aprovada. Vai ser desgastante fazer os dois ao mesmo tempo, mas é a concretização de um sonho. Talvez assim parem as críticas e intrigas cooperativistas, algo para que já estava preparado de qualquer forma.

Também tenho outro projecto em fase embrionária, mas esse fica no segredo dos deuses (e de meia-dúzia de pessoas que me estão a apoiar). No momento sofre de uma doença crónica moderna: falta de dinheiro. Mas quem sabe se não irá ver a luz do dia, um dia...

A minha intenção com este artigo não é falar de mim, nem do passado. É pedir a vossa opinião, leitores deste blogue. Onde posso melhorar? Que críticas têm para mim? Acham o blogue demasiado “complexo” ou muito “básico”? Sejam sinceros, para o bom e para o mau. Digam de vossa justiça.

Cumprimentos a todos e obrigado por lerem o Fat New World.



15 comentários:

  1. Olá! Sou leitora assídua do blog há uns meses e não podia não deixar um comentário a esta "vitória"!
    Há uma excelente razão para estas 100000 visitas, há um fundo muito sólido para a existência de tantos seguidores. Para muitos de nós, lutando ano após ano, sabe-se lá há quantos anos, com problemas de peso mais ou menos graves, este blog é "uma iluminação"!
    Se há pessoa que tenha estado "sempre em dieta" sou eu, se há quem utilize a internet acima de tudo na tentativa de entender mais sobre nutrição e sobre o que posso estar a fazer de errado para que tenha de estar "sempre em dieta" sou eu! Ainda assim, deparo-me neste blog, dia após dia, com informação que desconhecia, com informação que até hoje não me tinha sido revelada nem pela internet (terei pesquisado da forma errada?) nem pelos profissionais junto dos quais procurei ajuda!
    Isto é muito positivo, logo à partida, no sentido de me permitir alargar os meus conhecimentos, que deve ser algo que todos, incessantemente, buscamos, mas foi só isso? NÃO!
    Neste momento, encontro-me cerca de 9 Kg abaixo do peso que tinha quando encontrei este blog... E NÃO ESTOU EM DIETA! Se foi um artigo? Não, não foi nenhum artigo em específico que me permitiu mudar os meus hábitos alimentares da noite para o dia!
    O conjunto de informação que vai sendo fornecida aqui, a desmistificação de tantas coisas que eu assumia como verdades indiscutíveis, a revelação de tantos estudos que desconhecia, de tantas teoria que nunca sequer me passaram antes pela cabeça são, EM MUITO, responsáveis pela minha perda de peso, e especialmente perda de massa gorda... Esses 9 Kg não foram apenas massa gorda, claro, mas contabilize-se também a melhoria na qualidade de vida... Pernas constantemente inchadas, barriga inchada, articulação doridas e inchadas? Foram-se... E eu pensava que eram apenas características minhas!
    Eu tenho MUITO a agradecer a este blog e, como é óbvio, ao seu autor, por mostrarem "a outra face da moeda" que, se funciona para todos ou não, não sei, mas que a mim me fazia falta e foi sempre deixada de parte.
    Obrigada e boa sorte para o futuro! Venham mais 100000 e em metade do tempo!

    Cumprimentos!

    ResponderEliminar
  2. Parabéns, Sérgio! e esses parabéns transcendem o SEU sucesso, pois mostram que há pessoas interessadas em algo mais do que preconiza nossa vã pirâmide alimentar oficial sem graça, sem sabor, sem ciência e... sem os resultados que prega! Aguardo ansiosa os projetos secretos... ;)

    ResponderEliminar
  3. Muito obrigado a ambas pelos comentários. Confesso que foram refrescantes para o ego (lol), mas não alterariam nada no blogue? Onde acham que posso melhorar?

    @Child of The 90's Deste lado não temos mesmo a noção do que se passa e fico muito feliz por ter contribuído para essa mudança na tua vida.

    Cumps

    ResponderEliminar
  4. Queria deixar aqui os meus parabéns mais uma vez (fi-lo no inicio e faço-o agora)pelos excelentes artigos e assuntos abordados. Vem de facto lançar uma pedrada no charco deitando por terra mitos e paradigmas. Quanto aos artigos, realmente alguns são bastante complexos e difíceis de acompanhar por leigos na matéria.

    Bem-haja pelo excelente trabalho que tem vindo a desenvolver,

    João Robalo

    ResponderEliminar
  5. Estás a fazer um trabalho fantástico! Este blog, os estudos expostos e em particular a tua opinião tornaram-se pilares na base das minhas decisões alimentares/suplementos, tenho por todas as formas possíveis tentado passar a "mensagem" reencaminhando amigos e colegas para este canto que se está a tornar uma bíblia pessoal! Com o futuro e consequente crescimento dos posts acho q deverás passar de um blog para algo c uma estrutura que permita uma mais rápida visualização por temas. Boa sorte na nova etapa da tua vida q será sem dúvida muito importante para ti e para todos nós q de alguma forma iremos ver o novo conhecimento por ti adquirido espelhado em futuros trabalhos! Muito obrigado Sérgio por desmistificares duma forma tão terra a terra vários temas um pouco obscuros para o típico ignorante nas diversas áreas abordadas como eu e principalmente por o fazeres em Português! Abraço

    ResponderEliminar
  6. Faço minhas as palavras elogiosas e de apoio dos outros seguidores do blogue. Da minha parte,só tenho um pedido,textos mais fáceis de ler,(menos complexos)para não ficar de olhos em bico, Lol.

    ResponderEliminar
  7. Muito obrigado

    @Sérgio A minha ideia seria precisamente essa... melhorar o interface do site. Gostava de falar com o designer sobre isso, mas alguém que me fizesse assim um preço especial lol. O site não tem quaisquer patrocínios ou apoios, nem retorno. Ia sair-me tudo do bolso :P

    Cumps

    ResponderEliminar
  8. Parabéns pelo blog! enquanto estudante de nutrição gosto da sua abordagem crítica e aprecio muito o esforço de reunir dados de várias fontes para nos mostrar aqui neste espaço. continuação de um bom trabalho!

    ResponderEliminar
  9. Parabéns pelo blogue, com conteúdos rigorosos, bem pesquisados e fundamentados. Não é por acaso que preciosidades como este blogue, com a "limitação" de não estarem em inglês, têm tantos acessos. Faz muita falta informação de qualidade, para contrastar com a generalizada falta de criatividade e inteligência da maior parte dos blogues de nutrição/nutricionistas. Não estás de forma alguma sozinho, sabes que tens em teu apoio uma série de "guerrilheiros" que acreditam que a ciência existente pode ser melhor interpretada e utilizada, apesar de quase nada permitir concluir face à complexidade do ser humano. O que se pode melhorar? É difícil transformar o excelente em perfeito, tenta manter a qualidade que assim está bem.

    ResponderEliminar
  10. Não é a primeira vez que enalteço o seu trabalho nesse blog.
    Como já foi dito, é raro encontrar blogs como o seu, sobretudo em língua portuguesa. Desde o começo me chamou muita atenção a qualidade e conteúdo dos assuntos aqui abordados. Visito o blog quase que diariamente e tenho poucas criticas a fazer. Acho muito boa a assiduidade das publicações, gostaria que enfatizasse um pouco mais os temas relacionados ao esporte e a nutrição esportiva, pois sei que se interessa muito também por essa temática. Se depender de mim esse blog irá crescer e se expandir cada vez mais. Aqui no Brasil tenho divulgado o seu trabalho e os comentários são como os aqui listados. Boa sorte na sua carreira profissional e acadêmica.
    Conto com as suas postagens !
    Abraço
    Daniel Cady

    ResponderEliminar
  11. Parabéns Sérgio por este trabalho magnífico!

    Ao contrário de alguns, acho que a mais valia do site é a complexidade de alguns temas o que permite de algum modo perceber a fundamentação/base biológica de algumas posições. Isso marca a diferença, não são apenas "bitaites" mas mecanismos biológicos que justificam uma determinada forma de estare pensar. Isso não implica que depois faças uma explicação mais simples do problema.

    Grande qbraço e continua o bom trabalho.

    Mário Simões

    ResponderEliminar
  12. Parabéns Sérgio, continua o excelente trabalho!
    Gostaria de ver mais artigos sobre suplementação desportiva.
    Abraço

    ResponderEliminar
  13. Olá Sérgio,

    estou em pleno acordo com Msimoes. A fundamentação, quer resulte simples ou complexa, é essencial na compreensão de qualquer tema.
    Continua a publicar essencialmente aquilo que TE interessa, motiva e que dominas. Só assim a qualidade do blogue permanecerá intacta!

    Parabéns e um abraço,
    César Chaves

    ResponderEliminar
  14. Bom .. eu só descobri o blog agora ;) e fiquei fã!
    Alterámos os nossos hábitos alimentares cá por casa à cerca de 2 anos para controlar vários aspetos neurológicos/comportamentais, principalmente da minha criança.
    Sou professora ... mas apaixonei-me por nutrição! Sinto que passo os dias a pesquisar mais e mais sobre comida! LOL Confesso que tem sido muito interessante e é com orgulho que afirmo que numa dieta sem gluten, sem soja, sem leite animal, sem corantes e aromas artificiais e sem açúcar ... a única coisa para a qual ainda não consigo ter alternativa é o iogurte!
    De qualquer forma gostaria de deixar uma informação que pode ser pertinente ... eu acho que iria adorar a Nutrição funcional! Em Portugal só conheço a Dra. Daniela Seabra (Clínica Cristina Sales - Porto) a praticar este tipo de nutrição ... que é muito semelhante ao que descreve como sendo o seu interesse :), um plano nutricional "holistico", chamemos-lhe assim! Centrado no funcionamento celular, no corpo como base de qualquer problema e na alimentação como resolução!

    Continuação do bom trabalho!!!

    ResponderEliminar