18 de outubro de 2012

Prato Saudável - novo ícone da alimentação em Portugal foi lançado no dia 16/10/2012



No passado dia 16, Dia Mundial da Alimentação, estive presente no lançamento do "Prato Saudável", um projecto inovador a nível nacional que visa facilitar a percepção das proporções de nutrientes necessárias a uma refeição saudável. Este ícone veio em parte colmatar as insuficiências da roda dos alimentos cujo objectivo é representar os grupos alimentares que devemos ingerir durante o dia e não o que deve ser uma refeição principal no que respeita às proporções de macronutrientes. Apesar de eu não estar de acordo com o que é normalmente recomendado pelo entidades oficiais, o objectivo destes ícones é louvável como instrumento educativo. E com este até me identifico um pouco.


No Prato Saudável, a refeição é dividida em 3 componentes:


São notórias as semelhanças com o myPlate americano, em particular com a versão proposta pela Universidade de Harvard em alternativa à da USDA. De salientar a importância dos vegetais que ocupam 50% do prato. A proteína corresponde a 25%, tal como os hidratos de carbono. As gorduras estarão incluídas nos alimentos ou adicionadas no tempero, preferencialmente azeite. Este modelo não difere muito daquilo que defendo, mas tão ou mais importante do que as proporções são as fontes em cada parcela. O peso dos cereais está ainda muito patente, mas durante a apresentação foi veiculada a preferência pelos integrais e tubérculos, nomeadamente batata-doce, a fonte concentrada em amido que mais me agrada. Relativamente às proteínas, a carne, peixe e ovos serão as fontes preferenciais mas outras foram referidas como as leguminosas e oleaginosas. Não esquecer que o valor biológico destes últimos é menor e, embora nutricionalmente ricos, de forma alguma os considero substitutos ideais das proteínas de origem animal.

O prato está à venda em packs de 2 e custa 15 eur. É um projecto conjunto de 3 pessoas em parceria com várias empresas do distrito de Aveiro. As directivas nutricionais são da responsabilidade da Sara Fernandes, consultora de nutrição na Nutrisabores, local onde o prato estará à venda. Pelo que sei também poderá ser encomendado através da internet no facebook do "Prato Saudável". Algumas escolas do concelho de Vagos já abraçaram o projecto e o prato será utilizado para servir no refeitório. A ambição é expandir a nível nacional e, quem sabe, apostar no mercado externo onde a Grestel, empresa que produz o prato, já marca presença.

Aqui ficam algumas fotos do evento que decorreu na Escola Secundária de Vagos.




Sem comentários:

Enviar um comentário