14 de novembro de 2012

Problemas de trânsito na Holanda


Hoje escrevo para vos deixar uma notícia curiosa. Parece que a Holanda está com um sério problema de trânsito, mas daqueles que seria bom ter por cá também. As ciclovias estão congestionadas com os 490 000 cidadãos que todos os dias vão de bicicleta para o trabalho.


Holanda: congestionamentos nas ciclovias preocupam autoridades

A Holanda está com um curioso problema de mobilidade. Todos os dias, 490 mil cidadãos de Amesterdão pedalam na sua bicicleta para realizarem o percurso entre a casa e o trabalho, existindo no País – Amesterdão e não só – um total de 1.3 bicicletas por habitantes. Ou seja, na Holanda há mais bicicletas que pessoas.
O problema surge quando começam a faltar espaços para guardar os veículos de duas rodas e, inclusive, com os congestionamentos nas ciclovias.
É certo que a Holanda tem 32.100 quilómetros de ciclovias topo de gama, mas o número de utilizadores de bicicletas é de tal maneira elevado que estas começam a parecer-se muito com as vias para carros.
Sim, são problemas bons, mas não deixam de ser problemas. A questão não está no número de pessoas que anda de bicicleta, mas sim na capacidade das suas infra-estruturas.
“As bicicletas são uma parte integral dos modos de transporte da nossa cidade, mas as ciclovias com maior tráfego são demasiado pequenas para o crescimento diário de ciclistas”, explicou uma fonte do município de Amesterdão, citada pelo AFP.
Curiosamente, as soluções propostas são incrivelmente similares às utilizadas para lidar com os congestionamentos automóveis: construção de gigantescos parques de estacionamento subterrâneos, para acomodar as bicicletas, e novas ciclovias.
Para combater o elevado número de bicicletas nas ruas, Amesterdão anunciou um plano para investir €120 milhões (R$ 320 milhões) num novo estacionamento para 38 mil bicicletas e a construção de 15 quilómetros-extra de ciclovias. Ainda assim, são investimentos muito mais baratos que os realizados para as infra-estruturas automóveis.
Fonte: Greensavers

Sem comentários:

Enviar um comentário