27 de dezembro de 2012

Expressar sentimentos negativos pode aumentar a esperança de vida em 2 anos



Um estudo alemão revela que expressar os sentimentos negativos aumenta, em pelo menos dois anos, a esperança média de vida.

A necessidade de controlo e o comportamento defensivo são os principais factores que levam algumas pessoas a reprimir o que sentem, explicam os cientistas Marcus Mund e Kristen Mitte ao jornal britânico Daily Mail.

A investigação envolveu mais de seis mil pessoas e conclui que reprimir as emoções acelera a pulsação e a transpiração, o que aumenta as probabilidades de hipertensão, doenças cardiovasculares, cancro ou problemas renais.

Por outro lado, quem diz o que pensa, e é conhecido por ter "mau feitio", corre menos riscos de acordo com os investigadores.

O estudo foi publicado na Revista da Sociedade Americana de Psicologia.



Fonte: SIC notícias




1 comentário:

  1. Estes estudos dão vontado de rir...


    A pessoa pode não sentir sentimentos negativos, não por os reprimir, mas porque vê a realidade com outras "lentes".

    ResponderEliminar