20 de janeiro de 2013

Factores nutricionais para prevenção da perda de músculo com a idade


Um grupo de trabalho da Fundação Internacional de Osteoporose (IOF) publicou recentemente um artigo de consenso sobre quais os factores nutricionais que consideram mais importantes para a prevenção de sarcopenia, a perda de massa muscular que acompanha o avançar da idade. As conclusões são as esperadas e não temos falado de outra coisa por aqui no blogue.


A osteoporose aumenta a probabilidade de fracturas, mas a verdade é que a fragilidade muscular em muito contribui para isso, nem que seja pelo maior risco de queda. E que intervenção pode ajudar nestas duas vertentes? O treino de força claro. Ele induz não só o aumento ou manutenção da massa muscular, como também a densidade mineral óssea. Os ossos gostam de pancada. A IOF reconhece esses benefícios e também o considera um Gold Standard para o tratamento e gestão da osteoporose.

Mas existem também vários aspectos nutricionais a considerar:

Proteína: é recomendado um consumo de 1-1,2 g de proteína por kg de peso corporal. Já todos sabemos do importante papel que ela tem na saúde e manutenção da massa muscular. Esta quantidade diária está bem acima da obtida por grande parte dos idosos. Para outros segmentos populacionais não será de excluir uma ingestão ainda superior.

Vitamina D: vários estudos indicam um papel da vitamina D na saúde músculo-esquelética. Segundo os próprios autores, quantidades adequados deverão ser atingidas por exposição ao sol ou através de suplementação. Os suplementos estão recomendados para os idosos, especialmente os institucionalizados. 

Evitar uma carga ácida elevada da dieta: o consumo excessivo de alimentos que produzem ácidos (carne e cereais particularmente) sem uma tamponização adequada com alimentos básicos (vegetais e frutas) leva à descalcificação e deterioramento da função muscular.

Para além dos aspectos referidos, o grupo de trabalho aponta também para a possível carência de vitamina B12 e ácido fólico, alertando para a eventual necessidade de suplementação. Convém também não esquecer o papel que a inflamação tem em todo este processo, pelo que se torna imperativo assegurar o aporte de nutrientes como os ómega-3.

Praticamente desde a criação desde blogue que tenho vindo a alertar para estes aspectos, não só na prevenção da sarcopenia, mas para uma saúde global plena.


A. Mithal, J.-P. Bonjour, S. Boonen, P. Burckhardt, H. Degens, G. Hajj Fuleihan, R. Josse, P. Lips, J. Morales Torres, R. Rizzoli, N. Yoshimura, D. A. Wahl, C. Cooper, B. Dawson-Hughes. Impact of nutrition on muscle mass, strength, and performance in older adults.Osteoporosis International, 2012; DOI: 10.1007/s00198-012-2236-y


Sem comentários:

Enviar um comentário