15 de janeiro de 2013

O colesterol e as hemorragias cerebrais

Hoje trago-vos também uma curiosidade. Sabiam que, de acordo com um estudo retrospectivo de 1999 em indivíduos entre os 15 e os 40 anos, ter níveis BAIXOS de colesterol (< 160) é um dos factores de risco mais frequentes para hemorragias cerebrais, à frente do tabaco (35 vs 20 %)? Na verdade isto não é novidade nenhuma e quando o colesterol se tornou o inimigo público número 1 era já um facto bem conhecido. Enquanto nós (Ocidente) promovíamos o consumo de alimentos pobres em colesterol, os Japoneses faziam o contrário para travar a elevada incidência de acidentes vasculares cerebrais hemorrágicos. Quem diria... Talvez comece aqui uma nova rubrica no blogue: o "sabia que...".


Artigos relacionados:

A teoria do colesterol fracassa de novo
Colesterol e o perfil lipídico: existe relação?
Latitude, colesterol, e a mortalidade coronária
Dietas low-fat para o tratamento da hipercolesterémia
Posição da American Medical Association em 1962 sobre a hipótese "dieta-coração"

Sem comentários:

Enviar um comentário