23 de janeiro de 2013

Obesidade aumenta o risco de morte num acidente de viação


Já não bastava o maior risco de morte por doença, agora ser obeso implica também uma maior probabilidade de falecer num acidente rodoviário. A análise agora publicada no Emergency Medicine Journal indica que o risco aumenta progressivamente com o grau de obesidade do condutor e é mais evidente nas mulheres. Os investigadores utilizaram dados recolhidos entre 1996 e 2008, de quase 60 000 acidentes de viação nos EUA. Obesos de grau I revelaram 21% mais probabilidade de morrer, grau II 51% e grau III 80% maior risco.


Não foram encontradas diferenças entre o tipo de veículo, colisão ou uso de cintos de segurança. Os autores apontam para um outro estudo que mostra que o corpo dos condutores obesos é impulsionado mais para a frente no impacto antes de o cinto de segurança chegar à pelvis, devido à quantidade de tecido mole que previne o cinto de ajustar devidamente.

"A capacidade de os veículos protegerem as pessoas obesas ou com excesso de peso pode ter cada vez maior implicação na saúde pública, dada a tendência crescente de obesidade nos EUA. É possíveo que os carros estejam desenhados para proteger indivíduos de peso normal mas sejam inseguros para pessoas com excesso de peso."


T. M. Rice, M. Zhu. Driver obesity and the risk of fatal injury during traffic collisionsEmergency Medicine Journal, 2013; DOI: 10.1136/emermed-2012-201859

1 comentário: