16 de fevereiro de 2013

Estratégias de sucesso para gestão do peso


Existe um grande interesse em estudar pessoas que conseguiram manter o peso após o terem perdido. Ao identificar estratégias bem sucedidas, espera-se reduzir o cluster de factores causais e desenvolver estratégias individualizadas de intervenção. Em Portugal existe um programa com este fim que vai produzindo os seus resultados. Mas nos EUA, o National Weight Control Registry já identificou alguns comportamentos comuns aos indivíduos que aprenderam a gerir eficientemente o seu peso.



  • Dietas hipocalóricas
  • Elevada actividade física
  • Auto-monitorização do peso e ingestão
  • Pequeno-almoço regular
  • Severas restrições alimentares


Embora aceite sem grandes reservas esta lista, apesar das dietas hipocalóricas prolongadas permitirem a gestão de peso em pessoas bem-sucedidas, são também uma armadilha que leva ao fracasso de muitas outras. Mas os comportamentos para gerir o peso são muito heterogénios. Para compreender melhor esta variabilidade, os investigadores dividiram os participantes em grupos, clusters, que partilham estratégias comuns:


É claro que estes estudos têm algumas limitações e neste momento não estou certo da aplicabilidade clínica dos resultados. Os comportamentos são auto-reportados e muitos dos indivíduos não foram alvo de uma intervenção estruturada. Mas no fundo, foram bem-sucedidos e isso é que interessa. Bem mais difícil do que perder peso é mantê-lo a longo prazo. Nem toda a gente responde da mesma forma às estratégias de perda ou gestão do peso e todos os estudos que nos encaminhem para a personalização são bem vindos.

Estratégias para gerir o peso... Quais são as suas?


1. Ogden, L., Stroebele, N., Wyatt, H., Catenacci, V., Peters, J., Stuht, J., Wing, R., & Hill, J. (2012). Cluster Analysis of the National Weight Control Registry to Identify Distinct Subgroups Maintaining Successful Weight Loss Obesity, 20 (10), 2039-2047 DOI: 10.1038/oby.2012.79

2 comentários:

  1. Bem, eu vim dos 115/120 kgs para os 82/83/84 Kgs, ao longo de 2 a 4 anos e tenho-me mantido por aí nos últimos anos. Tenho 1,80 m e 65 anos. Gosto de comer; nunca passo fome (mas fico saciado agora com muito menos - deixei de ser glutão)...
    O que fiz:
    . Tendencial e progressivamente, uma alimentação cada vez mais paleo - não gosto do substantivo dieta.
    . Exercício regular, mas não muito intensivo (eu sei!)
    . Constante monitorização do peso (diária, com pouca tolerância para os desvios).
    Ah, acompanhar este tipo de blogue ajuda, como ajuda - na parte final desse processo de anos - ter um filho nutricionista (da linha justa e correcta).

    ResponderEliminar