26 de abril de 2013

O consumo de refrigerantes está associado a um aumento do risco de diabetes em 22%


Os dados de um estudo Europeu de grande escala, o EPIC (European Prospective Investigation into Cancer and Nutrition), revelam que consumir uma lata de refrigerantes por dia está associado a um aumento do risco de diabetes em 22%, independente do efeito no IMC. O EPIC segue 8 coortes do Reino Unido, Itália, Espanha, Alemanha, Dinamarca, França, Suécia e Holanda, num total de 350 000 voluntários. 

A associação entre o consumo de refrigerantes e a diabetes não é novo, embora a grande maioria dos estudos a encontrar uma relação positiva tenham sido conduzidos nos EUA. Parece que a associação não lhes é exclusiva. Além disso, uma associação estatisticamente significativa foi também encontrada para o o consumo de refrigerantes dietéticos, sem açúcar, mas que não se manteve quando ajustado para o IMC.


Repetindo uma frase escrita vezes sem conta aqui no blogue, "associação não implica causalidade". Nem aqui por mais que eu gostasse que fosse verdade. O consumo de refrigerantes pode estar associado a outros hábitos menos saudáveis que não foram controlados no estudo. Mesmo assim, são dados que merecem destaque e se servirem para dissuadir o consumo de refrigerantes tanto melhor, com ou sem causalidade :).

Fonte: Diabetologia




2 comentários:

  1. Apenas uma observação. Se o produto contido na lata ou na embalagem em si são nefastos para a saúde, não tenho visto nada escrito sobre a embalagem e respectiva segurança.

    Possibilidade da embalagem libertar metais pesados no liquido, ou possuírem um revestimento plástico que de igual modo possa ser contaminante.

    Embalagens de plástico que mais que provavelmente libertam substancias que igualmente possam ser pouco recomendáveis. (BPA , BPS ). Sera que estas substancias não terão também influencia ?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Talvez... mas aí os refrigerantes não seriam a nossa maior preocupação...

      Eliminar