20 de maio de 2013

As emissões automóveis comprometem a função das HDL


As lipoproteínas HDL são geralmente assumidas como protectoras porque fazem o transporte reverso do colesterol para eliminação. Mas na verdade, o papel das HDL é bem mais complexo do que isso e entre as suas acções está também uma função anti-oxidante de relevo. Esta função nem sempre é preservada e alguns tipos de HDL são ineficientes em atenuar o stress oxidativo. As HDL tipo 3, mais pequenas, são assumidas como protectoras precisamente pela sua maior capacidade em inibir a oxidação das LDL e desta forma reduzir o risco aterogénico. Assim sendo, e tal como acontece para as LDL, não só o total de HDL é importante como também a sua funcionalidade. E que factores podem comprometer a função antioxidante das HDL? Segundo equipas da Universidade da Califórnia, as emissões dos automóveis são um deles.


Os investigadores sujeitaram uma amostra de ratinhos à inalação de gases de escape durante 2 semanas, por algumas horas do dia. Ao final deste período, verificaram que a capacidade antioxidante das HDL estava severamente comprometida. Além disso, observaram uma maior produção de isoprostanos e malonaldeído (MDA), produtos da peroxidação lípidica pró-inflamatórios e pró-oxidantes. De interesse é também o facto de a exposição total a ar filtrado puro durante uma semana adicional não reverteu os efeitos das emissões automóveis.

Considero importante consciencializar para a importância do ambiente da saúde, quando por vezes estamos só focados em hábitos modificáveis como a dieta e actividade física. Este é apenas mais um exemplo. A poluição pode afectar parâmetros fisiológicos de risco cardiovascular como a função das HDL ou mesmo de um evento agudo. Pode aumentar o risco de resistência à insulina. Pode realmente lixar-nos a vida, tenhamos ou não "a melhor dieta possível". E estando nós envolvidos num stress ambiental constante, a importância da nutrição passa também por atenuar os efeitos que a poluição tem no organismo. A "dieta adequada" não é a dieta óptima. O "normal" não é o "ideal". O reforço e suplementação são por vezes necessários para lidar com as agressões a que estamos sujeitos no dia-a-dia. 

2 comentários:

  1. Quer isto dizer que quem frequente diariamente a A5 ou o IC 19 deve fazer alguma coisa para minorar os efeitos da exposição a esses gases. O que sugere ? Produtos fermentados ? Mudança mais frequente do filtro de ar do habitáculo ? Pode falar mais um pouco sobre a desagregação das particulas HDL ?

    ResponderEliminar
  2. Para quem andar de bicicleta
    http://www.chainreactioncycles.com/Models.aspx?ModelID=7325

    ResponderEliminar