27 de junho de 2013

A radiação dos telemóveis - 15 min de exposição causa resistência à insulina


As sociedades modernas estão dependentes dos telemóveis, o que tem gerado um debate sobre os potenciais riscos da radiação para a saúde. Lembremos que a sociedade moderna é também uma sociedade doente. Um estudo publicado recentemente [link] mostra que animais expostos a 15 min ou mais por dia à radiação normal emitida por um telemóvel durante 3 meses apresentavam níveis de glicémia e insulina em jejum superiores aos controlos (não expostos). Verificou-se também um índice de resistência à insulina (HOMA-IR) menos favorável nestes animais. Concluindo, parece haver uma associação entre a exposição prolongada à radiação dos telemóveis e a deterioração de parâmetros da homeostase glicémica.

Estudos em humanos, que já abordei por aqui, indiciavam um efeito semelhante a nível cerebral [link]. É mais que provável que os efeitos nefastos se iniciam mesmo a nível central, nos mecanismos cerebrais de homeostase. Mas como é óbvio, muito dificilmente iremos ver um estudo controlado a longo prazo no Homem semelhante ao citado. Ninguém se arriscaria a fazer tal coisa. A confirmarem-se estes resultados obtidos em ratos, seria um desastre económico sem precedentes. Ou, mais provavelmente, os resultados desse ensaio seriam simplesmente ignorados e metidos na gaveta. Agora também já tenho justificação para as minhas conversas telegráficas de alguns segundos. Falar ao telemóvel nunca foi coisa que me agradasse. É tudo uma questão de saúde...

-->

2 comentários:

  1. LOL!
    Sérgio, o teu blog está a tornar-se uma mina para desculpas sólidas face aos comportamentos masculinos... ;)

    ResponderEliminar
  2. O meu objectivo sempre foi dar utilidade a isto... :P

    ResponderEliminar