22 de julho de 2013

Eczema e alergias alimentares nos bebés: talvez de "fora para dentro" e não de "dentro para fora"


E já que começamos o dia de hoje a falar de crianças, mais um estudo muito interessante publicado há dias no Journal of Investigative Dermatology [link]. A associação entre o eczema e as alergias alimentares é conhecida. Pensava-se que reações alérgicas a certas proteínas presentes nos alimentos, como a albumina de ovo, proteínas lácteas de vaca, amendoim, entre outras, provocavam reacções cutâneas que se manifestam com o eczema ou dermatite. Ora, este estudo vem sugerir que a coisa pode ser ao contrário. A exposição cutânea a estes alergénios pode dar origem às alergias e sensibilidades alimentares, mesmo em bebés exclusivamente alimentados com leite materno. Como ainda não tinha havido exposição a alimentos sólidos, estes resultados sugerem que células imunes na pele, e não apenas no intestino, têm um papel crucial na sensibilização a certos alimentos. A degradação da barreira  cutânea com o eczema deixa as células imunitárias da pele expostas aos alergénios ambientais, neste caso alimentos. Assim sendo, as alergias alimentares não se desenvolvem necessariamente de dentro para fora, mas também de fora para dentro, especialmente quando a função protectora da pele está comprometida no eczema.


3 comentários:

  1. Bom dia, artigo interessante. Gostaria de saber se seria possível enviar-me o artigo completo. No link só consigo abrir o abstract. Obrigada!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Posso sim. Só preciso de um endereço de email :)

      Eliminar
  2. Ah! Facilefalar@gmail.com
    Muito obrigada :)

    ResponderEliminar