30 de setembro de 2015

O que é a Nutrição Funcional?


No próximo dia 10 de Outubro vai ter lugar o 2º Congresso Europeu de Nutrição Funcional, imperdível para todos os profissionais da área. Mas o que é isto da Nutrição Funcional? Em que difere da ciência da nutrição clássica?

28 de setembro de 2015

Exercício: a dose faz o veneno? Uma reflexão...



Ontem em conversa de bar com o meu amigo João Moscão discutimos um tema sobre o qual me tenho debruçado bastante nos últimos tempos - a sobredose de exercício, ou sobre-solicitação neuromuscular. Em nutrição clínica desportiva é-nos feito acreditar que o overtraining é raro e que surge com cargas físicas extremas em atletas, ou em situações que de alguma forma os tornaram débeis. Mas na verdade, a minha experiência no campo é outra. Vejo sinais de overtraining em praticantes recreativos que nunca na vida iríamos chamar atletas, e especialmente em profissionais do Fitness. Estes vamos por agora deixar de lado pois quando o rendimento depende do número de horas em esforço facilmente caímos no excesso.

Será que isto faz algum sentido? Todos nós aceitamos que o exercício é um tipo de stress com o intuito de gerar adaptações positivas. No entanto, a linha que separa uma adaptação de positiva ou negativa é a capacidade do nosso sistema em lidar com esse stress, e recuperar mais forte dele. E se esse sistema estiver sobrecarregado? Se a carga alostática, que definimos como o conjunto de todos os factores de stress que interagem com o sistema, for demasiado penosa? Se a capacidade de tolerância ao exercício baixar, apenas porque outros factores de stress estão já a comprometer a nossa resiliência? Na verdade, o OTS (Overtraining Syndrome) é um estádio intermédio de um espectro de "fadiga central" (Over-Recching, Overtraining, Burnout), com muitos paralelismos com a disfunção adrenal.

É uma reflexão que vos deixo e um assunto a explorar no meu curso de Overtraining e Over-Reaching que está a ser "cozinhado", e num artigo bem mais detalhado no blogue. Será que um corrector de bolsa, gestor, controlador aéreo, publicitário, médico a sair de um banco, devem ir a uma aula de Body Pump ou Body Whatever, ou até fazer duas de seguida? O que acontecerá a este sistema? Colapso... O Overtraining ou sobre-solicitação não é um problema do músculo... começa no Sistema Nervoso, e passa por todos os outros. Train with the Brain... Pois na verdade é lá que começa a contracção muscular.

25 de setembro de 2015

A curva do conhecimento e o estado actual do Fitness e Nutrição


Quanto iniciamos o estudo de uma determinada matéria que nos apaixona, especialmente quando se trata de algo que é parte intrínseca das nossas vidas como o exercício e a nutrição, há aquele momento em que temos a ilusão da mestria no assunto. A vontade de opinar de forma autista e radical sobre o tema é tão grande que ninguém nos pode aturar. Infelizmente, a vontade de opinar não é proporcional ao domínio da temática. Estamos na zona de perigo do "eu sou especialista", em que pensamos saber mais do que realmente sabemos. Na verdade, à medida que vamos amadurecendo o conhecimento, e acima de tudo a nossa consciência científica, entramos em dúvida e conflito. Apercebemo-nos do quanto ainda há para desvendar e surgem novos problemas e associações que nos 
dão um nó à cabeça. Pensamos saber cada vez menos, não por estupidez ou demência, mas pelo alargamento dos nossos horizontes.

Um grande problema que vejo hoje é que o próprio ensino cria os "eu sou especialista" e a ilusão do conhecimento da verdade absoluta. Criamos profissionais que sabem vomitar directrizes que não são mais do que convenções de um painel de "eu sou especialista"'s (HAZARD!). Não se criam mentes críticas, não se estimula o pensamento autónomo, e não se ensina a relatividade da "verdade" (não exactamente o mesmo que se aplica na política). Em ciência, o que é verdade hoje pode deixar de o ser amanhã, e a minha verdade não tem de ser igual à tua. A verdade é relativa a uma realidade e a um espaço temporal. Quando existem duas posições distintas, a verdade geralmente anda algures pelo meio. Isto não significa que não devamos assumir uma posição. Isso é "cobardia científica". Temos é de estar preparados para aceitar a dos outros, a crescer com ela.

Infelizmente o mundo do Fitness e da Nutrição está cheio de profissionais no estádio intermédio da curva de conhecimento, o perigoso "eu sou especialista". O primeiro passo para chegar à sabedoria é ter consciência e abraçar a nossa própria ignorância. Quando interiorizamos a verdadeira dimensão do conhecimento e percebemos o quanto somos "pequeninos", estamos prontos para passar ao outro o nosso saber, e principalmente as nossas dúvidas. Elas geram problemas, elas fazem avançar a ciência. A humildade de dizer "não sei", mas ir procurar uma resposta plausível. Pois na verdade todo o conhecimento científico é abstracto. Criações do intelecto humano. São modelos que explicam uma realidade, e a todo o momento pode surgir um que melhor se adapta. Se de uma aula minha sais com dúvidas que antes não tinhas, então fui o professor que quero ser.

23 de setembro de 2015

Ganha uma entrada gratuita no 2º Congresso Europeu de Nutrição Funcional, em Lisboa


O 2º Congresso Europeu de Nutrição Funcional está a chegar, já no próximo dia 10 de Outubro, e o Fat New World está a oferecer uma entrada gratuita!

Participa no Facebook :) Até 1 de Outubro!

15 de setembro de 2015

Eventos Nutriscience para Outubro - a não perder!


Outubro é um mês em grande para a Nutriscience, e para a nutrição em Portugal. O Congresso Europeu de Nutrição Funcional vai já para a sua 2ª edição no próximo dia 10 de Outubro. Temos ainda o módulo de Gastroenterologia Funcional e Interação Fármacos-Alimento (16-18 de Outubro), e dia 13 de Outubro um seminário sobre Nutrição Funcional na Gravidez. Imperdível para todos os profissionais da área!

Para mais informações, siga os links abaixo:

2º Congresso Europeu de Nutrição Funcional

Nutrição Funcional na Gravidez

Gastroenterologia Funcional e Interação Fármaco-Alimento