2 de novembro de 2015

Barras proteicas - o que escolher?


O que comer às refeições principais é relativamente fácil de controlar. Mesmo não levando de casa, felizmente vivemos num país onde é fácil comer bem. Qualquer "tasca" tem um peixe grelhado com legumes. Onde a maioria das pessoas se perde é mesmo nos snacks e naqueles momentos em que não tem nada de bom à mão, ou em que não há mais de 2 min para por qualquer coisa à boca. Nestas alturas, as barras energéticas ou proteicas são em muitos casos a salvação. O problema é... o que escolher?

Infelizmente a composição da grande maioria das barras não é a melhor e facilmente nos deixamos levar pelo aspecto da embalagem ou palavras como "diet", "fitness" ou "high protein". Mas um leitor do Fat New World é um leitor informado e, mais do que olhar para a tabela nutricional, vai ver a lista de ingredientes.

Algumas regras úteis:

1- Desconfie de todas as que tiverem mais de 2 ou 3 linhas de ingredientes.

2- Evite as que tiverem vários ingredientes que não reconhece como "comida".

2- Escolha opções sem glúten e leite em pó. Soja? NÃO (lecitina de soja é um fosfolípido emulsionaste e escapa). Xarope de glicose ou frutose? NÃO. Gordura vegetal hidrogenada? (WTF NÃO). Malte? NÃO.

4- Procure barras com pelo menos 15-20 g de proteína/100 g, não necessariamente de origem animal, mas necessariamente não de soja.

5- Não seja preguiçoso e faça você mesmo. Um exemplo de receita:

http://metabolicedge.pt/barra-de-proteina-e-cereais/

De qualquer forma, a preguiça faz parte da Natureza Humana (a falta de tempo também) e aqui fica o meu TOP.

1. R Bar Reflex Nutrition
2. Quest Bar Quest Nutrition
3. R Bar Flapjack Reflex Nutrition
(opção mais "energética")
4. Roo'bar + protein
5. Combat Bar Muscle Pharm

Obviamente que não conheço todas as barras no mercado e assumo a injustiça de poder estar a esquecer-me de alguma que bata todas estas. A Gold Nutrition já tem as "Paleo Concept Bar", mas com um teor proteico reduzido na minha opinião, embora os ingredientes de excelência. Outras "Paleo Bars" padecem do mesmo problema. Nos EUA até de bife de pasto encontramos mas por estas bandas estamos um pouco limitados. De qualquer forma são opções a considerar em "SOS", e idealmente não na dieta do dia-a-dia. São as "menos más".


4 comentários:

  1. Boa tarde Sérgio,

    Qual destas opções poderá ser mais segura para doentes celíacos?

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  2. e marcas de whey? há algum estudo comparativo de confiança? obrigado

    ResponderEliminar
  3. Em Portugal temos o excelente exemplo das Barras Olimpo. Barras de fabrico caseiro, e confeccionadas com ingredientes naturais. Obviamente suscitarão alguma dúvida, porque o que é processado para industrialmente, na maioria das pessoas, confere maior confiança. Não é o meu caso. O meu nutricionista aconselhou-mas. Sinto-me bem fisicamente, e reduzi o meu peso.
    http://barrasolimpo.pt/

    ResponderEliminar
  4. Em Portugal temos o excelente exemplo das Barras Olimpo. Barras de fabrico caseiro, e confeccionadas com ingredientes naturais. Obviamente suscitarão alguma dúvida, porque o que é processado para industrialmente, na maioria das pessoas, confere maior confiança. Não é o meu caso. O meu nutricionista aconselhou-mas. Sinto-me bem fisicamente, e reduzi o meu peso.
    http://barrasolimpo.pt/

    ResponderEliminar