7 de janeiro de 2016

BCAAs: quais os melhores?


Falei-vos anteriormente da utilidade, ou não, dos BCAAs como suplemento desportivo, um artigo que vos convido a ler para quem ainda não o fez [LINK]. No entanto, uma pergunta ficou por responder: que BCAAs? Nos últimos tempos tens surgido formulações que fogem ao rácio tradicional de Leucina:Isoleucina:Valina de 2:1:1, reforçando a proporção de Leucina. Temos suplementos com um relação 4:1:1 ou mesmo 8:1:1. Embora à partida possa parecer interessante explorar o efeito anabólico característico da Leucina, desviar da proporção normal de BCAAs no músculo (2:1:1 aproximadamente) pode ter um risco - depleção de Isoleucina e Valina.

Doses elevadas de Leucina levam a um aumento da produção de alfa-cetoisocaproato (KIC) no músculo, um  intermediário do metabolismo da Leucina na sua via até Acetil-CoA. O KIC é um activador das enzimas com actividade de desidrogenase dos BCAAs (BCKAD), acelerando a sua própria conversão em Acetil-CoA. No entanto, estas enzimas são inexpecíficas para o aminoácido de cadeia ramificada (Leucina, Isoleucina ou Valina), ou seja, o aumento da actividade leva ao aumento do metabolismo degradativo de todos indiferenciadamente. Como estamos a suplementar com Leucina desproporcionalmente, é natural que os níveis de Isoleucina e Valina reduzam.


Não existem aminoácidos com menos importância do que outros, embora alguns possam desempenhar funções a que atribuímos mais interesse. Todos têm o seu papel no metabolismo, nem que seja como matéria prima para as nossas proteínas. Mesmo podendo encontrar um ou outro estudo a sugerir um efeito positivo imediato, só a longo prazo se espera ver o efeito negativo que este desequilíbrio poderá originar. Como tal, não recomendo a suplementação com BCAAs noutros rácios do que o 2:1:1, nem tão pouco Leucina em isolado. Quanto a esta ou aquela marca, é uma batalha em que não vou entrar.

1 comentário:

  1. Excelente trabalho!

    Gostava de sugerir, um post sobre um pouco de ciência por detrás da musculação, ou seja, breves "dicas/conselhos" para uma atividade de ganho de força ou hipertrofia eficaz, visto a informação genérica das práticas de musculação entre outros desportos estarem completamente desvirtuadas como acontece com a alimentação!

    Basicamente algo mais sobre exercício, ciência do mesmo, pontos-chave, etc.

    Continuação.

    ResponderEliminar